Share |

BE Vizela defende recuperação das Termas para a gestão municipal

O Bloco Esquerda vem reforçar seu compromisso eleitoral para o desenvolvimento da economia local. O principal objetivo do BE Vizela é salvaguardar a sobrevivência de famílias inteiras dependentes das suas e pequenas actividades comerciais.

Para o Bloco de Esquerda, apostar no turismo sempre será uma aposta válida e, para a sua dinamização, propõe a construção de um Parque de Campismo, reforçando a necessidade das margens do rio Vizela servirem os interesses da população.

O BE Vizela pretende incentivar o alojamento local, atraindo turistas para dormidas (hotel, pensão, residencial) e investidores para a reabilitação e construção de casas e a sua disponibilização à população a preços mais acessíveis, atraindo outro tipo de classes sociais. Esta proposta é fundamental para o desenvolvimento da Termas, uma que vez que os recursos da população da região são escassos demais, para tratamentos, dormidas e alimentação.

As Termas serão sempre essenciais para a estratégia de desenvolvimento do Bloco de Esquerda para Vizela. Para concretizar este objetivo, o BE defende a recuperação da gestão para a Câmara Municipal e, até todas as diligências legais estarem concluídas, obrigar o Grupo TESAL a cumprir na integralmente o contrato.  Para o BE é essencial acabar de vez com todos os interesses alheios aos vizelenzes que existem à volta da nossa melhor ferramenta para desenvolver a economia local.

O Bloco de Esquerda lembra, ainda, que é imperioso que todas as entidades de serviço público funcionem exclusivamente para servir os interesses dos vizelense e que toda a sua atividade seja exercida com total transparência.

A candidatura compromete-se também em criar condições para que pequenas e médias empresas que queiram ampliar suas instalações e quadro de pessoal, o possam fazer no concelho, em alguns espaços industriais que poderiam e deveriam ser potenciados. O Bloco de Esquerda lamenta, por isso, a estratégia seguida até aqui, levando a que essas mesmas empresas fujam de Vizela para procurarem melhores condições, acabando por se perder postos de trabalho.