Share |

"Com a pandemia, as assimetrias regionais corroeram a coesão social"

A campanha de Marisa Matias organizou esta quarta-feira mais um comício virtual, desta vez em Braga, seguido por milhares de pessoas nas redes sociais.

A primeira intervenção coube a Marco Gomes, professor universitário, que defendeu o voto em Marisa Matias pelo seu “percurso profissional e o seu trabalho político, definidos pela defesa da ciência, educação e cultura”. Estes três fatores fundamentais para “qualquer sociedade civilizada” estão hoje “sob ataque de forças obscuras e fundamentalistas”.

E criticou o efeito da precariedade nestes setores. “O nosso sistema educacional está em perigo. Quando temos um edifício científico-educacional assente num quadro envelhecido e num exército de precários, não estamos bem”.

Falou ainda da luta contra as desigualdades. "Há vários portugais dentro de Portugal. E a Marisa sabe-o. Com a pandemia, as assimetrias regionais corroeram a coesão social. Há territórios onde falham o SNS, os correios, a escola pública, o parque de transporte pública e o quase inexistente acesso à internet”.

“É inaceitável que uma criança que viva no território rural, tenha à partida maiores obstáculos que uma criança em situação sócio-económica semelhante mas que vive na cidade”, concluiu.