Share |

BE solidário com trabalhadores da Radal em Amares

Instalações da Radal em Amares

Uma delegação do Bloco de Esquerda esteve ontem com os trabalhadores da empresa RADAL Indústria de Frigoríficos, em Amares, que se encontram de piquete nas instalações da fábrica, para exigirem o pagamento dos salários, que já não são pagos desde Outubro, e para saberem o seu futuro, uma vez que a administração da empresa que “desapareceu”.

 

O BE manifestou aos trabalhadores a sua solidariedade na defesa do pagamento dos salários e da manutenção dos seus postos de trabalho, incentivando os trabalhadores a continuar a luta pela defesa dos seus direitos. Neste momento a laboração da fábrica está parada, devido ao corte de energia elétrica, por parte da EDP, a à falta de matéria prima.

 

Para o Bloco de Esquerda a situação dos trabalhadores da RADAL é o reflexo da política seguida pelo governo de Passos Coelho e Paulo Portas, que insiste em financiar a banca em vez de apoiar as pequenas e médias empresas, apesar de ser cada vez mais consensual na sociedade portuguesa que esta política só pode agravar o desastre em que o país e e região estão mergulhados, como o provam os recentes números do desemprego que, no distrito de Braga já atinge 66 mil trabalhadores.

 

Os deputados do BE irão questionar, no parlamento, o Ministro da Economia e Emprego, sobre o apoio que pode ser dado àquela empresa, no sentido de salvar os postos de trabalho dos cerca de 40 trabalhadores.

 

 

Braga 23 janeiro 2013

 

A Coordenadora Distrital do BE Braga

 

(imagem: Diário do Minho)