Share |

José Maria Cardoso recebe Greta Thunberg em Lisboa. Ativista segue para a COP25 em Madrid

Greta Thunberg, a ativista sueca de 16 anos, chegou ao final da manhã a Lisboa, a partir de onde partirá rumo à Cimeira das Nações Unidas sobre o clima (COP25), em Madrid, para estar presente na manifestação internacional na sexta-feira. Vários movimentos portugueses estão a organizar viagens à manifestação de Madrid, entre os quais o Bloco de Esquerda (inscrições aqui).

À chegada a Lisboa, a ativista sueca foi recebida por dezenas de ativistas e apoiantes, para além de José Maria Cardoso, presidente da Comissão Parlamentar de Ambiente e deputado eleito pelo Bloco de Esquerda, por Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, e por Matilde Alvim, uma das organizadoras da Greve Climática Estudantil em Portugal.

No discurso à chegada, afirmou estar grata pela forma como foi recebida na cidade e aproveitou a oportunidade para instar os jovens e demais apoiantes que mantenham a pressão sobre os decisores políticos para que tomem ações para combater a crise climática.

“Sinto-me tão grata por ter feito esta viagem, por ter tido esta experiência, e tão honrada por ter chegado aqui a Lisboa”, afirmou Greta aos jornalistas e aos ativistas e apoiantes que aguardaram várias horas pela chegada no catamarã “La Vagabonde”.

“Não iremos parar, iremos continuar e fazer tudo o que estiver ao nosso alcance: a viajar, a pressionar as pessoas que têm o poder para que coloquem as prioridades no devido lugar”, afirmou.

Aos jovens ativistas que aguardavam a sua chegada, Greta apelou a que “continuem a ajudar-nos para tornar tudo isto possível”. Já sobre a imagem da criança zangada, propagada por alguns críticos da sua mensagem política, respondeu: “estamos zangados, frustrados, por uma boa razão. Se querem que deixemos de estar zangados, parem de nos tornar zangados”, alertando ainda para não subestimarem “a força das crianças zangadas”.

Uma das perguntas que lhe foi dirigida foi a respeito da construção do aeroporto do Montijo. Greta admitiu não estar informada sobre o contexto, mas ressalvou que “não precisamos de pensar no que nos vai beneficiar agora, mas no futuro”.

Greta Thunberg chegou a Lisboa após viajar de catamarã durante 21 dias. O destino final será Madrid, na COP25. O plano inicial era viajar ainda hoje para o Estado Espanhol, mas a jovem já informou que ficará mais algum tempo até Lisboa e só partirá quando se “sentir preparada”.

A COP25 estava inicialmente planeada para decorrer no Chile, mas o Governo do país cancelou a organização do encontro argumentando com a instabilidade social que por lá se vive.