Share |

Os deputados do Bloco de Esquerda reagem ao corte de rendimento aos produtores de leite pela LACTOGAL

Imagem de http://agriculturaemar.com/

COMUNICADO

SOBRE O CORTE NO RENDIMENTO DOS PRODUTORES DE LEITE, ORDENADO PELA LACTOGAL

A partir deste mês, a Lactogal paga menos um cêntimo por cada litro de leite que recolhe junto dos seus produtores associados,

O objetivo da empresa, cujo volume de negócios atingiu no ano passado cerca de 940 milhões de euros, será reduzir a recolha anual em 60 milhões de litros de leite para alegadamente garantir a valorização máxima do preço do leite.

Este corte no rendimento dos produtores ocorre precisamente quando no mercado europeu tem vindo a verificar-se uma ligeira recuperação de preços, após o desastre da eliminação das quotas leiteiras em 2015.

O preço médio pago aos produtores de leite em Portugal tem sido, desde há anos, dos mais baixos praticados na Europa. As consequências económicas da desvalorização da produção de leite em Portugal têm sido extremamente negativas para os produtores e para as regiões onde estes se inserem.

Na voz dos próprios “Um cêntimo por litro pode parecer insignificante, mas representa um ordenado mínimo numa empresa familiar de dimensão média com cerca de 50 vacas em produção”.

O Bloco de Esquerda apoia a produção leiteira nacional e bate-se pela soberania e segurança alimentar do nosso país.

Considera injustificável qua a Lactogal imponha a baixa de preços pagos ao produtor e promova o abandono da actividade, acenando com compensações aos produtores que aceitem reduzir ou abandonar totalmente a produção.

O Bloco lamenta esta decisão da Lactogal e mostra-se totalmente solidário com os produtores de leite, suas famílias e trabalhadores. Fará o possível para contrariar este caminho e apoiar os nossos produtores.

Os deputados,

Carlos Matias

Pedro Soares

02 de Agosto de 2018