Share |

Sobre: Celorico de Basto

Janeiro 9, 2018

O Bloco de Esquerda pretende que o Governo alague as medidas de apoio a todos concelhos significativamente atingidos pelos incêndios do verão. No distrito de Braga, a área ardida nos concelhos de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, terras de Bouro, Vieira do Minho, Fafe e Braga situa-se nos 3.355 hectares, sendo que 919 hectares foram na zona protegida do Parque Nacional Peneda Gerês.

Fevereiro 12, 2016

Completaram-se cinco anos, no passado dia 9 de fevereiro, sobre a entrada em vigor da Lei n.º 2/2011 que impõe a remoção de produtos que contêm fibra de amianto em edifícios, instalações e equipamentos públicos. Porém, na Escola Básica 2,3/S de Celorico de Basto ainda subsistem edifícios e espaços exteriores cobertos por placas de fibrocimento que, como se sabe, contêm fibra de amianto na sua composição.

Fevereiro 10, 2016

A Administração Regional de Saúde do Norte refere, e comunicado, que “estão garantidos os atendimentos aos doentes do concelho de Celorico de Basto no Hospital de Guimarães, caso seja essa a sua opção, à semelhança do atendimento verificado pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, EPE”.

Fevereiro 3, 2016

O Bloco de Esquerda considera que a decisão a decisão de referenciar todo o concelho para Penafiel deve ser reavaliada a bem dos utentes e do seu direito ao acesso à saúde. Estas populações já se deparam com diversas dificuldades no seu quotidiano, advindas do isolamento, de acessos difíceis, transportes públicos deficitários, debilidade do tecido económico e social, não é correto fazer-se com que uma parte substancial da população deste concelho tenha que ir para um hospital que lhe fica bem mais distante por força da burocracia.

Setembro 12, 2015

Na feira semanal de Celorico de Basto, recheada de produtos agrícolas de origem local, a campanha do Bloco ouviu populares preocupados com o despovoamento do concelho e a falta de serviços públicos.

Abril 14, 2014

Desclassificação do CHAA  retira-lhe especialidades e drena doentes para o hospital PPP de Braga. O Bloco já requereu a audição do ministro da Saúde no Parlamento e considera que nada fica melhor quando se diminui a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em diversas valências.