AGENDA

REDES SOCIAIS

 

OPINIÃO

Enquanto não houver vontade e coragem política para tomar decisões que, de facto, façam a diferença e respondam aos problemas da Habitação, a máxima “tanta gente sem casa e tanta casa sem gente” continuará a imperar.

Ainda que o Orçamento Municipal de Barcelos não responda, de todo, às ambições e necessidades das e dos barcelenses, parece agradar (pasme-se!) quer ao PS, quer à extrema-direita do Chega, dado que o aprovaram.

Como se explica que um governo suportado por uma maioria parlamentar seja capaz de colecionar escândalos a uma cadência tão apressada? Simplesmente porque se sentem imunes a escrutínios e impunes à coação, estando a coberto de uma maioria de absolutismo governativo.

Resoluções Mesa Nacional

DESTAQUE

O Bloco de Esquerda reuniu hoje com a administração do Hospital de Braga. A unidade hospitalar está a envidar esforços para voltar a assegurar a realização de ecografias do segundo trimestre a todas as grávidas do distrito referenciadas para o hospital. Recurso a privados não permitiu ultrapassar o problema. Bloco vai questionar o Governo e considera que têm que ser encontradas soluções para esta situação que acontece não apenas em Braga mas em vários hospitais do país. 

NOTÍCIAS

Bloco Distrital de Braga

O Grupo Municipal do Bloco de Esquerda endereçou um requerimento à Câmara Municipal de Braga solicitando diversas informações sobre o processo de licenciamento da construção de habitações na Central de Camionagem de Braga. Consideramos que este processo carece de muitos esclarecimentos, seja relativamente ao projeto seja relativamente à opção pela parceria público-privada.

Bloco Distrital de Braga

Na sexta-feira, dia 20, a sede do Bloco de Esquerda em Braga recebeu um debate preparatório do I Fórum LGBTQIA+ do Bloco. 

Bloco Distrital de Braga

A Comissão Coordenadora Distrital de Braga do Bloco de Esquerda organiza um debate e festa no âmbito da preparação do I Fórum LGBTQI+ do Bloco. Este debate, a decorrer no dia 20 de janeiro pelas 21h00 na sede distrital do Bloco em Braga, conta com Marta Hipólito (artista e coorganizadora da Marcha do Orgulho LGBTQIA+ de Esposende) e moderação de Diogo Barros. 

Bloco Distrital de Braga

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda entregou um requerimento na Comissão Parlamentar de Saúde para que o Ministro da Saúde seja ouvido com urgência. Em causa está o encerramento de maternidades e os problemas de funcionamento nos serviços de urgência. Este requerimento é votado na sessão da Comissão a decorrer no dia 11 de janeiro. 

Bloco Distrital de Braga

Em outubro de 2022, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda dirigiu uma pergunta ao Governo onde indicámos que o Hospital de Braga tinha deixado de assegurar ecografias de segundo trimestre de forma generalizada. Por este motivo, as grávidas não atendidas no hospital - que são a maioria - têm apenas como resposta o recurso ao setor convencionado onde é impossível obter resposta nos tempos adequados. Reconhecendo o esforço dos profissionais do Hospital de Braga, o Bloco considera esta situação grave e apela à coordenação urgente com os hospitais de Famalicão e Guimarães para dar resposta às grávidas do distrito. 

Bloco Distrital de Braga

Decorreu ontem na sede do Bloco de Esquerda em Braga a sessão "Brasil, e agora?", organizada pela Comissão Coordenadora Distrital de Braga do Bloco de Esquerda. 

Bloco Distrital de Braga

O Rio Cávado foi alvo de uma infestação de jacintos-de-água, uma planta aquática flutuante, originária da Amazónia que é infestante em Portugal. O Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre esta situação.

Bloco Distrital de Braga

A Comissão Coordenadora Distrital de Braga do Bloco de Esquerda organizou uma sessão pública designada  "Brasil, e agora?", a decorrer no dia 15 de novembro, às 21h15,  na sede do Bloco de Esquerda, em Braga.

Bloco Distrital de Braga

O Bloco de Esquerda recebeu as respostas do senhor Vereador Altino Bessa às perguntas que sobre o Plano de Ação para a Energia Sustentável e Clima (PAESC) remetidas por este grupo municipal.

O teor das respostas é insatisfatório e pouco esclarecedor, pelo que o Bloco de Esquerda reitera a importância de a Assembleia Municipal de Braga e as/os munícipes verem clarificado o conteúdo do PAESC. Na sua versão atual, este plano é ineficaz, pouco transparente e de duvidoso rigor técnico.

Bloco Distrital de Braga

Centenas árvores, entre as quais espécies protegidas como sobreiros e carvalhos alvarinhos, estão a ser abatidas em Vila Nova de Famalicão, para construir uma central fotovoltaica. José Maria Cardoso considera que este abate é “um crime ambiental”.