REDES SOCIAIS

 

OPINIÃO

Pela segunda vez em menos de dez dias, a urgência de ginecologia/obstetrícia do Hospital de Braga encerrou. É fundamental enfrentar este problema com seriedade, dignificar as carreiras e os salários dos profissionais e reforçar o Serviço Nacional de Saúde. A gestão privada não é e nunca foi a solução. 

Num momento em que os ataques à memória da Revolução se intensificam, devemos reafirmar o compromisso em continuar a estar na primeira linha, em defesa de Abril e das suas conquistas, sabendo o que representou, representa e representará sempre.

Exige-se à ONU o empenho na realização de uma Conferência de Paz que trave a agressão russa e restabeleça duradouramente a integridade da Ucrânia. A guerra tem de ser travada antes que o conflito fronteiriço regional tome dimensão de risco mundial.

Resoluções Mesa Nacional

DESTAQUE

A Câmara Municipal de Braga publicou nas suas redes sociais um “Esclarecimento Público” indicando que a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) "confirma a impossibilidade de circulação de bicicletas na área pedonal". Este parecer não é do conhecimento público.

NOTÍCIAS

Bloco Distrital de Braga

A Comissão Coordenadora Distrital de Braga do Bloco de Esquerda expressa a sua imensa consternação com o novo encerramento da urgência de ginecologia/obstetrícia do Hospital de Braga. Este encerramento é o terceiro, em menos de quinze dias, podendo haver um quarto encerramento, no dia 26. O Grupo Parlamentar do  Bloco de Esquerda vai questionar a Ministra da Saúde sobre esta situação aquando da audição regimental na Comissão de Saúde, no dia 29 de junho. 

Bloco Distrital de Braga

Em resposta ao Bloco de Esquerda, a Câmara Municipal de Braga afirma que não existe “regulamento específico para circulação de velocípedes na área pedonalizada do centro histórico” acrescentando que prevalece o código da estrada e o código regulamentar, que rege o acesso de cargas e descargas para residentes. Assim sendo, fica claro que nada impede a circulação de bicicletas na zona pedonal.

Bloco Distrital de Braga

As trabalhadoras das cantinas escolares em Guimarães estiveram em greve no dia 14 de junho, lutando contra a precariedade laboral, os baixos salários e o facto de muitas delas serem despedidas em junho para voltarem a ser contratadas em setembro. O Bloco considera esta situação inaceitável e dirigiu uma pergunta ao Governo, exortando à intervenção da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Bloco Distrital de Braga

O processo iniciado pelo autarca socialista e prosseguido pelo atual edil do PSD "não passou de um ato de censura nunca antes visto em Barcelos", diz a concelhia local do partido.

Bloco Distrital de Braga

O Bloco de Esquerda pretende saber que medidas estão a ser tomadas para garantir que a urgência não volta a encerrar já nesta semana (por causa da ponte causada pelo feriado de dia 16), aquando do São João e no período de férias de verão.  O Bloco considera que este encerramento é uma situação grave, que não poderia acontecer e que carece de medidas estruturais urgentes para garantir que não volta a repetir-se. 

Bloco Distrital de Braga

Os moradores e a comunidade escolar criaram uma petição pública para que a Quinta da Arcela seja um Parque Verde Público. Ângela Pereira diz que os moradores querem que aquele espaço, que já é público, seja disponibilizado aos cidadãos para que possam usufruir dele como parque verde.

Bloco Distrital de Braga

No dia 26 de maio, a Comissão Coordenadora Distrital de Braga do Bloco de Esquerda realizou uma conferência de imprensa sobre o Orçamento de Estado 2022 e as suas implicações para o distrito, que contou com José Maria Cardoso, Miguel Martins e Teresa Amorim.

Bloco Distrital de Braga

“é preciso parar para pensar” e que, além das dragagens, “tem de ser feita uma intervenção estrutural e não de circunstância”.

Bloco Concelho de Braga

No enquadramento da COP26, João Rodrigues, membro da Comissão Concelhia de Braga e assessor parlamentar para as questões ambientais do Bloco de Esquerda, alerta, em conferência de imprensa, hoje, em Braga, para a falta de cumprimento das medidas identificadas na "estratégia municipal de adaptação às alterações climáticas".

Bloco Distrital de Braga

O Bloco de Esquerda, através do deputado José Maria Cardoso e das deputadas Alexandra Vieira e Maria Manuel Rola, questionou o Ministério do Ambiente e da Ação Climática sobre as recentes descargas de lamas nas águas da albufeira de Salamonde, em Vieira do Minho, alegadamente provenientes de uma pedreira que se encontra a laborar nas imediações.

INFORMAÇÃO

Consulta e divulga a informação diária em www.esquerda.net

LEGISLATIVAS 2022

não disponível

JORNAL BLOCO