Share |

Bloco questiona governo sobre caça da cabra montês no PNPG

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda pediu esclarecimentos ao Governo sobre caçada à cabra-montês no Parque Nacional Peneda Gerês. Em causa, está uma atividade que decorre nos próximos dias 13 e 14 de abril, em Arcos de Valdevez, enquadradas nas I Jornadas Internacionais sobre Sustentabilidade Económica dos Espaços Ordenados e Protegidos.

No documento entregue na Assembleia da República, os deputados Carlos Matias e Pedro Soares afirmam que “esta caçada está a suscitar perplexidade e preocupação em entidades como o Fundo para a Proteção dos Animais Selvagens (FAPAS), que receia que a caça às escassas centenas de animais existentes se torne num interesse económico para entidades exteriores ao Parque e acentue pressões que levem de novo à sua extinção”.

 

Os deputados referem ainda que “a Cabra Montês esteve extinta em território nacional e só de há duas décadas para cá vem recuperando lentamente, em liberdade” e que “a caça a este animal também poderá levar a um desequilíbrio ecológico, uma vez que as cabras são alimento para outras espécies como é o caso da águia-real, uma espécie destacada pelo ICNF pelo seu “estatuto de conservação e/ou pela reduzida área de distribuição””.

 

Por isso, o Bloco de Esquerda pretende saber se o Ministério do Ambiente tem conhecimento desta caçada, se a considera compatível com as funções do Parque Nacional e se foram colocados alguns condicionantes.

 

(ver documento em anexo)

AnexoTamanho
pg1800-xiii-4.pdf2.02 MB